Rádio Coração FM 93.9
Quilombo/SC
Min.
Máx.
Daciolo diz que eleições foram fraudadas: “serei o próximo presidente”
11/10/2018

Após ter avisado em diversas transmissões nas redes sociais, o deputado federal Cabo Daciolo, que concorreu à presidência pelo Patriota, entrou com um pedido de anulação das eleições de 2018.

Ele alega ter provas que as urnas são fraudadas e não tem dúvidas de que será “o próximo presidente da nação”. Junto com os advogados do partido e de sua vice, Suelene Balbuino, ele foi até a sede do Supremo Tribunal Eleitoral em Brasília e protocolou um pedido para que sejam convocadas novas eleições, desta vez, com voto impresso.

A ideia de que ocorreram fraudes foi levantada também por membros da cúpula do PSL.  Por isso, Daciolo pretende buscar apoio dele. “Hoje, depois das eleições, trouxemos mais fatos concretos, provas materiais de que a fraude está escancarada. Saio daqui e vou atrás de todos os presidenciáveis porque é inadmissível que eles estejam calados. O próprio Jair Bolsonaro antes do resultado tem vídeos dele falando da fraude, por que agora estão calados, por que agora estão em silêncio? Eu quero saber qual é a posição de todos os presidenciáveis, o que eles têm a dizer do fato de as urnas eletrônicas serem ou não serem fraudulentas”, avisou.

O TSE vem limitando-se a dizer que não há registro de nenhuma fraude ocorrida com as urnas eletrônicas desde que começaram a ser implantadas, em 1996.

Pesquisas fraudadas

Numa coletiva de imprensa em frente ao Tribunal, Daciolo destacou que as pesquisas esconderam a realidade do pleito. Apontando para os números finais do escrutínio, ele assegura que sempre esteve “na frente de Marina, Meirelles e Álvaro Dias”, mas que isso não aparecia nos levantamentos divulgados.

Reclamou também de ter sido barrado do debate da Rede Globo, que temeria suas denúncias sobre o fato de a empresa sonegar impostos.

Fiel ao seu estilo, disparou contra o Congresso Nacional, dizendo que os políticos que lá estão “não representam o povo” e que “todo poder emana de Deus”. Convocando a população para orar e interceder pelo país, garantiu que ele e a companheira de chapa são “o novo, a transformação”.

Ao falar sobre os dois candidatos que disputam o segundo turno, criticou Jair Bolsonaro por defender o porte de armas. “Bandido bom é bandido lavado e remido no sangue de Jesus”, sentenciou o bombeiro. Para ele, Fernando Haddad também não deveria receber votos porque deseja “implantar o comunismo e transformar o Brasil numa Venezuela”.

Reiterou, como fizera nos debates, que está pronto para levar o Brasil a ser a primeira economia do mundo. O político aproveitou a presença de várias rede de televisão e anunciou que precisava fazer um alerta sobre uma guerra iminente, que deve ocorrer em breve no mundo.  “Rússia e China estão se preparando”, assevera, destacando para as manobras de Vostok que ocorreram no mês passado. Daciolo acredita que a Nova Ordem Mundial decidiu decretar uma guerra global pois o PIB mundial está no seu limite.

 

 

Fonte: Gospel Prime
Madrugada Coração
00:00 as 06:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Avenida Primo Alberto Bodanese, 608 - Quilombo/SC
Ligue agora
(49) 3346-3308
Horário de atendimento
Comercial